A avaliação neuropsicológica como ferramenta diagnóstica

Por: Dr. Jaime Lin – neurologista pediátrico

No dia a dia da prática neuropediátrica, frequentemente nos deparamos com encaminhamentos ou queixas referentes a dificuldades de aprendizagem, muitas vezes relacionadas a dificuldades na atenção, a leitura, a escrita, entre outros

De fato, o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) é considerado atualmente a principal condição neuropediátrica afetando cerca de 8% da população em idade escolar.
Mas até que ponto as dificuldades de aprendizado são naturais ou derivam de alguma alteração no cérebro? Como saber se uma dificuldade na leitura e escrita é um fato isolado ou se está acompanhado de outras alterações cognitivas?$
Parte dessa resposta pode ser dada pela neuropsicologia que estuda a relação entre o cérebro e o comportamento humano.
A neuropsicologia faz parte também das boas práticas médicas em neuropediatria. Na avaliação diária de uma criança com dificuldades de aprendizagem, é de fundamental importância saber se a criança tem a sua inteligência normal, se apresenta a capacidade de focar a sua atenção, de organização e de tomada de decisões.
Todas essas informações podem não ser obtidas através de exames neurológicos tradicionais como a eletroencefalografia ou exames de imagem.
A avaliação neuropsicológica se fundamenta na aplicação de testes padronizados para a análise de habilidades cognitivas como memória, atenção, linguagem e funções visuais, tendo seus resultados comparados com parâmetros referenciais também padronizados.
A partir disso, é possível se identificar o perfil cognitivo de cada criança, identificando-se habilidades e também fraquezas.
A indicação para a avaliação neuropsicológica é feita por médicos neuropediatras e neurologistas que recorrem a essa ferramenta para auxiliar no diagnóstico. Juntos, o neuropediatra e o neuropsicólogo, através de testes apropriados, podem determinar a conduta terapêutica mais adequada para cada caso.
Portanto, procure sempre se manter informado.

 

Jaime Lin é médico neuropediatra no Centro Pediátrico da Pró-Vida.

 

 

08
jul 2012
POSTADO POR
POSTADO EM Artigos
COMENTÁRIOS 0 Comments
TAGS