Previna-se: Central de Vacinas é referência na região

Atendimento humanizado é palavra de ordem na unidade, que disponibiliza, além das vacinas do calendário nacional, as que não constam no calendário da rede pública

A vacinação é o meio mais eficaz de se prevenir contra as doenças, tendo como objetivo, assegurar que o indivíduo alcance o máximo de imunidade. Nesse campo, o conhecimento e a segurança do profissional de saúde são fundamentais.

A Clínica Pró-Vida dispõe da Central de Vacinas junto ao Centro Pediátrico Arary Bittencourt (1º andar do Medical Center). Esta disponibiliza, além das vacinas do calendário nacional, as que não constam no calendário da rede pública. “Seguimos o calendário da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBim) e da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP)”, frisa a responsável pela Central de Vacinas, Maysa Fontana.

“Priorizamos o atendimento humanizado para que tanto as crianças quanto os pais entendam que a vacinação não é um procedimento que causa dor, mas sim que é a forma essencial de nos prevenir de algumas doenças” , destaca a responsável pela Central de Vacinas, Maysa Fontana.

Confira algumas das vacinas disponíveis na Central de Vacinas da Pró-Vida

Hexavalente – Combina 6 componentes em uma única injeção: difteria, tétano, pertussis (acelular), hepatite B,poliomielite inativada e haemophilus influenzae b.

Dengue – A vacina ajuda a proteger contra a dengue causada pelos sorotipos 1, 2, 3 e 4, sendo aprovada para pessoas de 9 a 45 anos. Antigripal – Disponível a todos os públicos não incluídos no PNI;

Meningocócicas conjugadas – A Central dispõe das vacinas Meningocócicas conjugada ACWY e meningocócica B, administradas em crianças no primeiro ano de vida e adultos.

HPV – Hoje, a rede pública oferece a vacina contra o HPV às meninas de 9 a 13 anos. Recentemente, os meninos de 13 anos foram incluídos para 2017. Segundo a recomendação da SBim, vacinar meninos e meninas em outras faixas etárias ainda não contemplados no PNI é possível na rede privada.

Hepatite A – A rede pública vacina crianças de 15 meses em dose única. Na particular, segue-se a recomendação da SBIm: vacinar de 6 a 12 meses após a primeira dose um reforço assegurando proteção por tempo prolongado.

Herpes-zóster – É indicada para prevenção do herpes-zóster, da neuralgia pós-herpética (NPH) e à redução da dor aguda e crônica associada ao zóster.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (48) 3631-1532.

28
nov 2016
POSTADO POR
POSTADO EM Notícias
COMENTÁRIOS 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>